2022 World Final

17-21 October, Tenerife (Spain)

Luís Filipe Araújo Pinheiro e Nuno Costa Alemão apurados para Final Mundial do WCGC

E nem tudo o vento levou. O vento, aquele fator que tantas vezes marca a diferença no golfe e que sobejamente é um quebra-cabeças, mesmo para os maiores campeões; aquele elemento da natureza que tem afundado tantos sonhos de glória, mas que pode ser também um aliado para quem souber aceitar o seu desafio.

A 21.ª Final Nacional do World Corporate Golf Challenge (WCGC) Portugal caracterizou-se exatamente por pequenos ciclones dignos do portentoso sopro do Adamastor.

O Montado Hotel & Golf Resort, normalmente um autêntico cabo da boa esperança golfística, proporcionando dias prazerosos, transformou-se num verdadeiro cabo das tormentas, mas, mesmo assim, muitos dos 68 participantes lograram dobrá-lo com resultados bem positivos.

Luís Filipe Araújo Pinheiro e Nuno Costa Alemão, dois jogadores que atuaram com um bom handicap médio de 3,0, foram os “marinheiros dos tacos” que lograram dominar melhor o pesadelo, em parte também porque estão mais habituados aos caprichos meteorológicos da Serra da Carregueira.

“Somos ambos jogadores do Lisbon Sports Club e, portanto, estamos habituados ao vento”, disse Nuno Costa Alemão, um jogador que frequentemente aparece nos lugares da frente. Basta referir, por exemplo, que foi o vencedor do Ranking ACP de 2019 e este ano, no 2.º torneio do Circuito Nacional de Mid-Amateur da Federação Portuguesa de Golfe, obteve um bom 4.º lugar.

Luís Filipe Araújo Pinheiro e Nuno Costa Alemão levaram a equipa da Garofalo à vitória na Final Nacional do WCGC Portugal e, consequentemente, ganharam o direito de representar Portugal na Final Mundial, de 11 a 15 de novembro, no Oitavos Dunes, em Cascais.

A boa notícia é que o Oitavos Dunes, palco do Open de Portugal na primeira década do século XXI, é conhecido pelos fortes ventos do Guincho.

“Há que continuar a saga dos campos ventosos. Foi no Estoril, foi neste e vai ser agora nos Oitavos, embora em novembro possa ser que não esteja tão ventoso”, referiu de novo Nuno Costa Alemão, que, em declarações ao programa ´Golf Report´ da SIC Notícias, já tinha recordado que tinham conseguido “o apuramento para a Final Nacional no Golfe do Estoril, num dia que não foi nada fácil, pois, ou muito me engano, ou estava ainda mais vento do que hoje”.

A Garofalo, uma das empresas patrocinadoras do WCGC Portugal, somou 69 pontos net e bateu por 2 pontos a formação da Senivis, de Carlos Tinoco e Samuel Barros.

O terceiro lugar foi ocupado pelo conjunto n.º2 da Turkish Airlines, com menos 3 pontos do que os campeões, constituído por António Moura Portugal e Miguel Portela Morais.

Ao todo foram 34 equipas e as 13 primeiras conseguiram somar 60 ou mais pontos, o que mostra bem o elevado nível de jogo que, apesar das dificuldades, foi exibido no bonito traçado de Jorge Santana da Silva, um dos mais credenciados arquitetos de golfe portugueses, que tem a particularidade de ter sido presidente do clube de futebol Vitória de Setúbal.

Na Final Nacional, Luís Filipe Araújo Pinheiro contribuiu com 37 pontos e Nuno Costa Alemão com 32. Só mais um jogador conseguiu igualar esse recorde da prova de 37 pontos, Bernardo Paes de Vasconcelos, que jogou pela equipa da Executive Digest, a 5.ª classificada, que contou também com o contributo de Tiago Costa.

“Uma vez mais, o meu parceiro levou-me às costas. Jogou significativamente melhor do que eu, mas combinámos dois bons resultados, sobretudo tendo em conta as condições muito difíceis, com vento lateral, o que complica mais do que vento a favor ou contra. Foi uma tarde muito bem passada, com parceiros de jogo espetaculares e só quando chegámos aqui (à cerimónia de prémios) descobrimos que tínhamos ganho”, referiu Nuno Costa Alemão.

Luís Filipe Araújo Pinheiro, por seu lado, sublinhou que “ajudámo-nos um ao outro, puxámos sempre um pelo outro e é muito importante sermos bons amigos”, ao que o parceiro acrescentou logo que “jogamos muitas vezes juntos, somos parceiros habituais, somos amigos fora do golfe, famílias e criançada inclusive”. Essa amizade será agora fundamental para a Final Mundial, na qual serão equipados com roupa da Calvin Klein.

Aliás, ganhar a Final Nacional, especialmente patrocinada pela Mionetto, é recompensado com prémios aliciantes. Tal como as equipas 2.ª e 3.ª classificadas, os vencedores receberam os troféus da Costa Verde, garrafas de azeite Distintus, um conjunto de cosmética e higiene da Uriage. Mas a formação campeã foi presenteada também com viagens aéreas à escolha de cada um na Turkish Airlines.

A atitude descontraída com que jogaram no Montado deverá ser replicada no Oitavos Dunes. “Vamos dar um passo de cada vez. Ainda não sentimos a pressão de estarmos na Final Mundial. Mas iremos treinar e preparar isso”, assegurou Luís Filipe Araújo Pinheiro, que só se lembra de ter jogado uma vez naquele campo da ´Quinta da Marinha Original´, enquanto o seu parceiro julga ter jogado lá em uma dezena de ocasiões.

“Em boas condições é um excelente campo e isso puxa sempre pelo bom jogo. Espero que assim seja, para trazermos – ou melhor, para deixarmos cá em Portugal – a taça”, prognosticou Nuno Costa Alemão.

Em 2020 o WCGC Portugal foi composto por seis torneios: cinco etapas de qualificação e a Final Nacional. O circuito passou pelo Palmares Ocean Living & Golf no Algarve, Bom Sucesso Resort em Óbidos, Estoril Golf na grande Lisboa, Clube de Golf do Santo da Serra na Madeira e Axis Ponte de Lima no Minho.

Foi a 21.ª edição, mas a primeira sob a organização da Golftattoo Eventos e na hora dos balanços só se ouviram elogios dos campos, equipas, jogadores, patrocinadores e demais instituições envolvidas.

Os três últimos torneios já foram disputados em contexto de pandemia da COVID-19, sob as novas normas de segurança e saúde decretadas pela Federação Portuguesa de Golfe (FPG) e não houve quaisquer incidentes negativos a reportar.

“Claro que faz sentido (continuar a apoiar este circuito). O golfe tem demonstrado ser uma modalidade segura. É uma modalidade que está a crescer bastante entre novos praticantes. Estamos a verificar isso não só em Portugal, mas também noutros países, porque as pessoas percebem que é uma modalidade excecionalmente segura por haver um distanciamento social natural. Faz todo o sentido continuar-se a organizar eventos, desde que todos os participantes cumpram com as orientações, para evitarmos a propagação deste vírus”, afiançou Miguel Franco de Sousa, o presidente da FPG.

Miguel Franco de Sousa também jogou a Final Nacional, ao serviço da equipa n.º1 da Audi, com o seu vice-presidente Manuel Quinta. “A Audi também é patrocinadora da FPG e aceitei com muito gosto integrar uma das equipas deste WCGC. Correu-nos muito bem a fase de apuramento e bastante mal esta Final Nacional. Mas foi um dia

bem passado, num torneio excecionalmente bem organizado e todos os envolvidos estão de parabéns”, considerou o presidente da FPG.

Tudo está bem quando acaba bem. Nem os ventos no Montado assustaram a equipa da Garofalo, nem os ventos de mudança que nos trouxeram a pandemia travaram a Golftattoo Eventos.

Contudo, o seu diretor geral, Pedro Castelo Branco, na hora de colocar um ponto final na temporada de 2020, não se esqueceu dos escolhos que teve de contornar: “O balanço é, sem dúvida positivo. Estamos a falar de um ano muito especial, porque foi o primeiro ano em que tivemos a responsabilidade de organizar o evento, mas também porque foi um ano atípico. Chegou a estar em cima da mesa o cancelamento do circuito devido à conjuntura. Só pode ser positivo termos chegado ao fim com grande sucesso, como se verificou por os dois torneios realizados depois do confinamento terem tido uma adesão muito superior ao que esperávamos”.

Pedro Castelo Branco tem agora a certeza de que “esta dupla da Garofalo vai representar Portugal da melhor forma na Final Mundial. Da nossa parte vamos tentar proporcionar-lhes a melhor preparação possível. Depois, o jogo será com eles, mas são dois bons jogadores”.

Hugo Ribeiro / Golftattoo

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico – convertido pelo Lince.        

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email